terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

rescaldo (2)


este é o campo calcinado pelas chamas que ateaste. debaixo duma lua vermelha. cor de sangue e terra antes de semeada. fértil. pronta a dar fruto. aberta em sulcos de desejo. não este chão queimado que criaste debaixo dos pés. procuro mãos como águas dos rios. líquido corpo penetrando a terra. penhor de esperança derramada no amanhecer.


foto de Donnie Mackay

14 comentários:

  1. talvez não muito longe
    existirão outras cinzas
    que te chamam
    que desejam te dar a mão
    para que sejas a sua fénix

    ResponderEliminar
  2. terra e água

    como pão prá alma,



    beijo




    ~

    ResponderEliminar
  3. Forte e ao mesmo tempo triste!
    Que a natureza em ação faça do solo um lugar fértil para novas e belas sementes.

    Um beijo solidário

    ResponderEliminar
  4. e muitas luas irão passar até que vida possa de novo crescer...

    ResponderEliminar
  5. Voltei... Olha... gostei da tua gargalhada lá no branco... rsrsr é que eu também me ri bem ao escrever...
    :)))))

    ResponderEliminar
  6. Gostei da imagem e interligação com o poema.


    Cumprimentos meus.

    ResponderEliminar
  7. calcinação de uma alma? não antes um sentido de estética e de interiorização.



    ______________beijo.

    ResponderEliminar
  8. Mariab atacando de poema-prosaico ou prosa-poética, e sempre com a mesma qualidade e finura.

    Palavras que enlaçam nossas almas e nãonos prendem, libertam-nos...

    Um carinho, Mariab.
    Continuemos...

    ResponderEliminar
  9. campo calcinado. e sedento de água. como mãos plenas...

    belíssimo.

    beijos

    ResponderEliminar
  10. penhor de esperança ...

    muito belo


    um beijo




    iv*

    ResponderEliminar
  11. Querida Poetisa,
    Estou viajando hoje para aproveitar o feriado de carnaval.
    Espero que você aproveite bastante!!!
    Quando retornar venho lhe visitar!
    Um beijo carinhoso

    ResponderEliminar
  12. Palavras de terra que se procura.


    Identifico-me com o que escreves, gosto.


    Beijo e um fim de semana bom, à tua medida.

    ResponderEliminar

Aqui disse de mim. Diz tu também...